Marcação tumoral (PRÉ-OPERATÓRIO)

O QUE É MARCAÇÃO DE TUMOR PRÉ-OPERATÓRIA?

Marcação de tumor pré-operatória é a colocação de marcadores especiais, como fios, gancho e molinhas dentro do tumor sob orientação de imagem. Marcação de tumor também pode incluir um agente corante para auxiliar na visualização da lesão.
Marcação de tumor pré-operatória pode ser utilizada para auxiliar cirurgiões na remoção de tecidos tumorais, definindo claramente as margens do tumor. Isso ajudará o cirurgião durante o procedimento de remoção, permitindo-lhe ver e sentir as bordas do tumor. Assim, o cirurgião pode remover o máximo do tecido circundante do tumor quanto possível, reduzindo muito a necessidade de novos procedimentos cirúrgicos para remover mais tecido. Uma técnica de imagem, como mamografia, tomografia computadorizada ou ressonância magnética, pode ser utilizada para visualizar o tumor.

COMO O PROCESSO FUNCIONA?

Marcação pré-operatória de tumor é usada principalmente para tumores na mama e pulmão. Existem diferentes tipos de materiais de marcação tumoral. O principal objetivo desses materiais é fazer com que a lesão alvo seja fácil de ser encontrada.
O intervencionista introduzirá os materiais no interior da lesão de interesse com a utilização de uma agulha de punção, que é colocada através da pele sob orientação de imagem. O método mais frequentemente utilizado de assinalar as alterações na mama que não podem ser vistas ou sentidas é a utilização de fios e ganchos especiais que são “ancorados” na lesão da mama.
Para confirmar que o tumor pode ser completamente removido, o intervencionista executará uma radiografia de preparação, o que também lhe permite avaliar as bordas marcadas do tumor. É possível a utilização de marcação de tumores pré-operatórios em músculos e ossos com a utilização da orientação por ressonância magnética.

POR QUE FAZER ISSO?

A marcação pré-operatória é amplamente utilizada em casos de lesões mamárias, pois de outra forma seria difícil marcar o tumor para ter certeza das margens exatas dele. Cerca de metade dos tumores da mama não são palpáveis no exame.
Para pacientes que são candidatas à terapia conservadora da mama, é fundamental que se  remova o tumor com uma margem adequada de tecidos saudáveis ??para minimizar a necessidade de uma cirurgia adicional.
Marcadores de localização podem ser aplicados a praticamente todas as partes do corpo. Eles oferecem orientação perfeita para o cirurgião, e os resultados cirúrgicos podem melhorar significativamente, com um tempo de operação reduzido.

QUAIS SÃO OS RISCOS?

Complicações intraoperatórias estão relacionadas à técnica em si e incluem hemorragia, hematomas, infecções e lesões pulmonares, como pneumotórax (a retenção de gás ou ar no espaço entre o pulmão e a parede do peito). Deslocamento do marcador também pode ocorrer entre o momento de marcação pré-operatória e a cirurgia. Todas essas complicações são extremamente raras.