Recanalização das trompas de falópio

O QUE É RECANALIZAÇÃO DAS TROMPAS DE FALÓPIO?

Recanalização da trompa de Falópio é a reabertura das trompas, com auxílio de um microcateter (tubo flexível de plástico, muito fino, visível sob raios-X) e microguia (fios finos e flexíveis pelos quais o microcateter pode ser inserido no corpo), que os intervencionistas inserem pela vagina e colo do útero.
O microcateter é inserido na cavidade uterina até a trompa de Falópio por meio de um microguia. Isso permite desobstruir as trompas de Falópio e restaura a ligação entre o útero e a cavidade abdominal. Esse procedimento é utilizado para tratar a infertilidade causada por obstrução nas trompas de Falópio.

COMO O PROCESSO FUNCIONA?

A primeira parte do processo é semelhante a um exame ginecológico de rotina. O radiologista intervencionista inserirá um espéculo na vagina e aplicará um anestésico local em seu colo. Ele, então, passa o cateter através do colo do útero até a cavidade endometrial. Você pode sentir algum desconforto neste momento. O intervencionista injetará alguns mililitros de um contraste, solução que é visível sob raios-X, através do cateter, para tornar mais fácil ver a cavidade uterina e as trompas de Falópio durante o procedimento.
radiologista intervencionista, então, vai inserir um microguia e microcateter em uma das suas trompas de Falópio e vai empurrar ou puxar o material que está causando o bloqueio (muitas vezes um tampão mucoso) da trompa. Quanto mais próximo do útero for o bloqueio, mais provável que o processo tenha o resultado desejado. Em seguida, a mesma técnica será realizada em sua outra trompa de Falópio.

POR QUE FAZER ISSO?

Este procedimento pode tratar a infertilidade causada por um bloqueio das trompas de Falópio.

QUAIS SÃO OS RISCOS?

Perfuração da tuba uterina (pequenos furos nas trompas de Falópio) ocorre em cerca de 2% dos pacientes, mas isso não tem complicações graves. Infecção pélvica pode ocorrer em menos de 1% das doentes. Em 3% das pacientes que engravidaram após o procedimento, o embrião podia estar fora do útero, o que é conhecido como uma gravidez ectópica. Portanto, é recomendável que você consulte seu ginecologista assim que souber que está grávida.