Doença arterial oclusiva

Doença arterial oclusiva

Sistemas:CirculatórioProcedimentos:AngiografiaAngioplastia e colocação de stentTrombectomiaTrombóliseStent de artéria carótida

Visão geral

A doença arterial oclusiva é uma condição na qual as artérias de todo o corpo se tornam gradualmente estreitadas. Ela pode afetar braços e pernas. Muitas vezes, os pacientes que sofrem de doença oclusiva arterial dos membros inferiores têm também outras condições, tais como doença da artéria carótida e doençacoronariana. A condição está associada a morbidade e mortalidade significativas.

Os principais fatores de risco para doença arterial oclusiva são: idade, níveis elevados de colesterol e triglicérides (um tipo de gordura encontrado no sangue), pressão arterial elevada, diabetes, tabagismo e história de acúmulo de placa nas artérias. Os homens são mais propensos que as mulheres a desenvolverem a doença arterial oclusiva.

Sintomas

Os sintomas da doença oclusiva arterial são causados pelo fluxo prejudicado de sangue para os membros do paciente. Os sintomas podem ocorrer repentinamente ou se desenvolver gradualmente, ao longo de um período de tempo.

Os sintomas mais comuns são: dor muscular intermitente, cãibras, sensação de queimação na perna, dormência, dor causada pela lesão do nervo, dor no peito, pressão arterial alta e sintomas relacionados a acidente vascular cerebral (AVC).

Diagnóstico

Para que a doença arterial oclusiva seja diagnosticada, você vai passar por um exame físico. Além disso, existem técnicas de imagem que podem ser utilizadas para auxiliar no diagnóstico, tais como tomografia computadorizada, ressonânciamagnética e ultrassons com Doppler. Você também deve fazer outros testes, como exames de sangue.

Tratamento

Em alguns casos, os pacientes com doença arterial oclusiva podem ser submetidos a procedimentos específicos para aliviar o estreitamento da artéria e restaurar o fluxo sanguíneo. Abordagens minimamente invasivas tornaram-se as opções de tratamentos preferenciais. Dentre elas estão incluídas a angioplastia transluminal percutânea e o implante de stent.