Sociedade Brasileira de Radiologia Intervencionista e Cirurgia Endovascular

Os 10 melhores Trabalhos Científicos - Congresso Sobrice 2015

Confira a relação dos 10 melhores Trabalhos Científicos do Congresso SOBRICE 2015

1º LUGAR - 88,67

Número do Painel: 44 
Código: 38097 

Título: DESENVOLVIMENTO DE UM MODELO EXPERIMENTAL DE CRIOABLAÇÃO VERTEBRAL EM SUÍNOS GUIADA POR TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE FEIXES CÔNICOS 

Temário: Intervenções não vasculares 

Autores: Ricardo Miguel Costa de Freitas; Celi Santos Andrade; José Guilherme Mendes Pereira Caldas; Miriam Harumi Tsunemi; Lorraine Braga Ferreira; Victor Elias Arana Chavez; Denilson Mayrink; Patrícia Maluf Cury; 

Instituição: INSTITUTO DE RADIOLOGIA DO HOSPITAL DAS CLÍNICAS - FM-USP

 
Resumo

Objetivo:
Apresentar a viabilidade da crioablação vertebral percutânea guiada por tomografia computadorizada de feixes cônicos (TCFC) em um modelo suíno in vivo.

Materiais e Métodos:
Este estudo foi aprovado pelo comitê de ética institucional. Vinte e duas crioablações vertebrais foram realizadas em oito suínos (Sus domesticus), pesando entre 31-42 kg e idade entre 3-4 meses. As estruturas neurais foram protegidas com termometria e dissecção epidural com gás carbônico (CO2). Foram utilizados crioprobes de 2,4 mm (Endocare, Irvine, CA) e orientação fluoroscópica e por TCFC (GE Innova 4100, GE Healthcare, Waukesha, WI). Os dados clínicos e radiológicos foram correlacionados com a patologia (microscopia de luz, n=20; eletrônica, n=2). Os testes de Mann-Whitney, curva ROC e correlação de Pearson foram utilizados, quando aplicáveis.

Resultados:
O posicionamento dos crioprobes e a injeção epidural de CO2 foram bem caracterizados pela TCFC em todos os procedimentos. Nenhuma complicação maior foi observada em sete animais (87,5%). A distância crioprobe - canal vertebral (Cp-Sc) determinou com mais eficiência temperaturas inferiores a 19oC no canal vertebral (p<0,004). As zonas de ablação incluíram os pedículos e a parede posterior dos corpos vertebrais. A microscopia de luz não evidenciou infiltrado inflamatório nas estruturas neurais vizinhas. A análise ultraestrutural mostrou áreas de ruptura da bainha de mielina, embora déficits neurológicos não tenham sido evidenciados.

Discussão:
A crioablação vertebral guiada por TCFC em suínos é factível com a combinação de um protocolo de congelamento curto e medidas protetoras para os nervos vizinhos. A análise ultraestrutural pode ser útil para acessar as modificações precoces das fibras nervosas.

Conclusão:
Este é o primeiro trabalho na literatura a apresentar a viabilidade do modelo experimental suíno de crioablação vertebral e o primeiro a utilizar a TCFC como método de orientação por imagem nesta modalidade de tratamento.



Para ver a lista completa dos melhores trabalhos clique aqui.

Posts Relacionados

FOI LIBERADA, RECENTEMENTE, PELA AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA, A UTILIZAÇÃO DE MICROESFERAS RADIOATIVAS NO TRATAMENTO DE NEOPLASIAS HEPÁTICAS PRIMÁRIAS OU SECUNDÁRIAS

Foi liberada, recentemente, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a utilização de microesferas radioativas no tratamento de neoplasias hepáticas primárias ou secundárias.

Veja o que estão falando

0 Comentário(s)

Deixe um Comentário